18 de dezembro de 2013

Tempo de Natal

Vejo as luzes, ouço os sinos
Pisca-pisca, ding-dong
O Ho ho ho
Quer uma bala?

É tempo de Natal.

As árvores ganham importância
Luzes por toda a parte
O brilho das estrelas,
nos olhos, nas árvores, nas casas.

É tempo de Natal.

Papel colorido, laços e fitas.
Presentes e promoções
Correria, lotação, filas
O dinheiro e o saldo no vermelho

É tempo de Natal.

Reunida a família está,
Abraços, sorrisos e falsidade
E o porquinho deitado na mesa
Todos irão degustar.

É tempo de Natal.

O bebê e sua mãe
Seu pai e os animais
A estrela guia até lá
No presépio montado na sala de estar

É tempo de Natal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário