12 de março de 2014

Então o casamento protege?

No dia 10 de março o SUS - Sistema Único de Saúde - começou a oferecer a vacina contra o papiloma vírus humano (HPV) para meninas de 11 a 13 anos, em postos de saúde e em escolas públicas e privadas de todo o país. Essa vacina vai ajudar também a proteger do câncer de colo do útero. Isso é fato e você pode verificar neste link.
Mas como o povo brasileiro adora reclamar, obviamente teríamos o grupo contra vacinas que salvam vidas. Não consigo imaginar pessoas contra algo que o governo está distribuindo sem custo para melhorar a saúde da população. A oposição da vacina são as mamães evangélicas (e religiosas ao extremo em geral). Elas alegam que essa vacina incentivaria suas filhinhas a terem relações sexuais pois vão se sentir mais seguras. E ainda, dizem que a unica forma de se proteger da doença é a fidelidade no casamento. Como se isso dependesse apenas da mulher. Não deu para acreditar ainda né? Clique aqui para ver.
Primeiramente, se a filhinha for tão alienadamente evangélica como a mãe, obviamente que ela não vai ser tentada pelo satanás a ter relações sexuais antes do casamento com ou sem a vacina. Se ela fizer é porque a senhora mãe não fixou a própria ideia o suficiente na cabeça da filha. Afinal ela é livre para fazer e pensar como quiser. Outro ponto é que mesmo casada ela pode ter a doença, ninguém sabe o que o marido pode fazer quando sai para trabalhar. E ela pode morrer ou ter câncer, isso mesmo, e a culpa vai ser da querida mãe. Mais do que relação com um ou com dois, de usar camisinha ou não, de infidelidade ou não, estamos falando de saúde, todos os cidadãos tem direito a saúde e algumas mães estão privando suas filhas desse direito. Não, o casamento não te garante proteção a nenhuma doença, por mais fiel que seja. Então, queridas mamães, acordem e deixem suas filhas terem o direito a saúde que o governo está oferecendo. 

8 de março de 2014

Nosso dia?

Todos já sabemos que hoje é o Dia Internacional da Mulher. Dia de comemorar? Não. Para mim é dia lembrar a luta. A luta constante das mulheres, que começou a milhares de anos. Direito ao voto? Isso não é nada. Queremos o direito de igualdade. Me parece irônico quando vejo em dias como hoje, vários homens compartilhando frases bobinhas de "Feliz dia da Mulher", sendo que na casa dele é um ser totalmente machista, não ajuda a criar os filhos, não ajuda na limpeza e manutenção da casa e ainda bate na esposa e filhos. Em dias como hoje fico triste por ainda existir o machismo. E mais triste ainda por saber que existem homens que acham que o feminismo é elevar as mulheres acima dos homens. Feminismo não é uma luta de sexos, é um luta de igualdade. Fico triste em saber que ainda existem homens que estrupam (na verdade esses nem merecem ser chamados de 'homem' e sim de 'animal'). Fico triste em saber como as mulheres ainda sofrem no mundo inteiro, sendo que a maior parte da população mundial são de mulheres. Portanto hoje não é dia de comemorar, pois as mulheres ainda não conseguiram a igualdade da sociedade. Hoje é dia de luta. De lembrar com mais força de que existe essa luta e mulheres sofrem com isso todos os dias, em casa esquina que algum idiota assobia, em cada quarteirão que algum estúpido coloca a mão suja na sua bunda. A cada mês que seu salario vem mais baixo do que o do cara que faz a mesma coisa que você. A cada dia em que uma mulher é estrupada e colocam a culpa na mulher por suas roupas. O que mais me dói ainda é saber que existem mulheres machistas. Querida, você tem uma vagina? Então sim, você é feminista. Não tem como não ser. Hoje não devia ser o dia da mulher, devia ser o dia do feminismo, do dia da luta contra a opressão do pênis, o dia da luta a favor da igualdade. Eai, você é a favor da igualdade?




Chuva que me inspira

Estou aqui no 5º andar, vejo pessoas caminhando para todos os lados. O céu está cinza esbranquiçado e gotículas de água caem nos guarda-chuvas bregas. Vejo alguns andando, tranquilamente, sob a água sem nenhuma proteção. Pessoas que ficam felizes por estarem sentindo a chuva. Sim, eu amo a chuva. Daqui posso ver muitas coisas, tenho uma visão privilegiada. Vejo os sinos da igreja que tocam de hora em hora, vejo a poluição do céu, vejo o Cristo de braços abertos no morro, vejo muitos prédios e poucas árvores, vejo as ruas e o trânsito, vejo as pessoas, vejo você. Aquele que destaca perante a multidão, não para todos, sim para os meus olhos. Seu andar, seu jeito, se fechar os olhos posso até sentir seu cheiro e ver seu sorriso. Você está molhado, e por isso, extremamente nervoso, você odeia chuva e eu amo. Chuva que te estressa, chuva que me acalma. Chuva que limpa, clareia, estraga. Chuva que estragou muitas das nossas noites especiais. Por que odiar tanto a chuva? Por que tanto caos em ficar com os pés molhados? Querido, você sabe mesmo como fazer tempestade em copo d'água. Eu te vejo e desejo estar com você. Mais não te seguirei, não te encontrarei, não nessa chuva. Pois eu sei que você não está bem e não quero ser contagiada pelo seu estresse. Ó chuva, por que sempre vem na hora errada? Por que não vem nas horas em que o sol nos queima? Não precisamos de você a noite. Ó chuva. Chuva que me inspira e eu respiro. Vejo e releio mais não sinto. Quero sair, quero te sentir ó chuva. Não posso me molhar. Ficar molhado, sair na chuva tranquilamente, isso é luxo para poucos. É,chuva, está na hora de você partir, já fez estrago suficiente para os que te odeiam, já trouxe o necessário para os que o amam. Flores, ah, como elas te amam.