31 de outubro de 2013

Fim do Outubro Rosa


Hoje é dia 31 de outubro, portanto, último dia do querido outubro rosa. Como trabalho em uma ONG de apoio a pessoas com câncer, vivi de perto esse movimento que tem apoio universal.

Durante esse mês, pesquisei e aprendi muito sobre o câncer de mama. Esse câncer é o que mais mata mulheres, ele atinge muitas de nós, todos os anos. O engraçado é que esse câncer, primeiramente, tem como prevenir. E segundo, se descoberto nos estágios iniciais, ele tem mais de 90% de chance de cura.

Mas ainda as mulheres não tomaram consciência de que é preciso fazer os exames sempre, principalmente o autoexame e mamografia. Assim, esse número de mulheres com câncer só tende a aumentar.

E é por isso que a campanha do outubro rosa é tão forte no mundo inteiro. Ela existe pra conscientizar nós mulheres, que tomemos cuidado com essa doença, diminuindo assim a sua incidência.

Mas não adianta sair por ai pintando tudo de rosa e não agir. Percebo que muitas pessoas apoiam, curtem, compartilham essa ideia, ajudam a campanha, fazem movimentos, corridas, caminhadas, iluminam prédios de rosa, fazem eventos, shows, stands e tudo, mas não fazem o que mais importa.

Talvez eu esteja errada, mas pelo que pude perceber, as pessoas ficam fascinadas pelo movimento, mas, pera aí, você mulher, fez o autoexame? Foi ao ginecologista nos últimos 365 dias? Se informou sobre prevenção? Está praticando esportes? Tem uma alimentação legal? Tem cuidado da saúde? Você tem se cuidado?

Essa campanha é muito importante, e o objetivo dela é a favor da vida, lutando contra a doença. Então, quando você ver aquele prédio bonito iluminado de rosa, lembre disso, marque sua consulta, faça o autoexame, e se cuide mais, principalmente se você tiver mais de 40 anos.



30 de outubro de 2013

Oi, eu sou Social Media

[Secretária fazendo meu cadastro no consultório médico...]

-Moça, qual a sua profissão? - pergunta ela, casualmente.

-Analista de mídias sociais. – respondo.

-Analista do que?

-De mídias sociais.

-O que isso faz?











Quantas milhares de vezes já passei por diálogos desse tipo. E não é apenas em locais onde é preciso fazer cadastro, como médicos, por exemplo. Mas também na rotina, na rua, com os amigos e familiares. As pessoas não conseguem entender o que é essa profissão. Eu sei que é uma área nova, que está em ascensão, que não é muito conhecida. Mas todo mundo tem facebook, ninguém consegue ter uma pequena ideia de o que pode ser um analista de mídias sociais? Ou será que a mente das pessoas bloqueia a ideia de existir uma profissão pra isso? E se eu disser que sou 'Social media', pior ainda! O que recebo em troca é uma super cara de interrogação.



Então galera, o que o social media faz?

Essa é uma profissão que vem crescendo muito justamente pela importância desse trabalho. O Analista de mídias sociais cuida, obviamente, das mídias sociais das empresas. Esse é um trabalho importantíssimo, pois se uma empresa não está inserida na internet e nas mídias digitais, ela praticamente não existe. No facebook, por exemplo, você possui vários clientes em potencial, mais é preciso estratégias pra chegar até ele, para fazer o usuário virar seu cliente e comprar seu produto.

Quando uma pessoa houve falar de uma nova empresa, logo ela vai procurar a empresa no facebook. Se a instituição não possuir uma página, a pessoa já vai esquecê-la na hora. Se a empresa tiver uma página, mais toda desleixada, com layout feio, pesado, sujo, abandonada, com poucas postagens ou conteúdo ruim, a credibilidade dessa empresa já despenca perante o consumidor. Boa página, mais chances de uma boa empresa. Geralmente a página é representação da empresa física, então o seu cliente pode ter uma ideia da sua loja só pela sua página. 


Por isso que não é qualquer um que pode ser um Social Media. Não basta apenas saber usar o facebook e saber postar uma foto que a pessoa pode ter essa função. Não deixe seu sobrinho, parente ou amigo inexperiente cuidar da sua página, contrate um profissional que entenda o que está fazendo.

O facebook pode deixar uma imagem boa ou ruim pra sua empresa. Qual você prefere? A escolha é totalmente sua.

Mídias digitais são um importante investimento. Algumas empresas ainda não acordaram para isso. Seu cliente está lá, você precisa estar também! Da forma certa, do jeito certo você vai conquista-lo e vai vender produtos. 


Você precisa estar lá, todos os dias, eles precisam te ver, ver seu produto, pra eles lembrarem que precisam do seu produto e para eles comprarem o seu produto! Entenderam?

Não é apenas postar “fotinha” no face. É preciso ter técnica, análise, estudo, criatividade, dinamismo, e muito mais. 




E pessoas, o trabalho do social media não é fácil, não é simples, é cansativo, é preciso estudar, se preparar, não é a festa que vocês acham que é. Não é só postar, é o que postar, como postar, de que forma postar, por quê postar, pra quê postar, pra quem postar, como obter resultados, como calcular resultados, como contornar problemas, como responder às críticas, como ajudar o cliente, etc. É preciso estudo, preparo, o analista de mídias sociais precisa ser alguém que sabe o que faz. Não contrate qualquer um para ser seu social media. O Marketing digital já tem um custo tão baixo, invista então na capacitação do profissional responsável. Não suporto comentários do tipo: "No seu trabalho você não faz nada, fica só no facebook o dia inteiro". É, eu fico no facebook o dia inteiro sim, mais esse é o meu trabalho, não é fácil, e você não iria conseguir fazer, mas eu amo o que faço e por isso, faço bem. :)


29 de outubro de 2013

Feliz dia do livro

Hoje é dia do livro! Que tal me dar um de presente pra comemorar?

Estou com uma fila imensa de livros para ler! Semana passada fiz a festa em uma promoção do Submarino e levei cinco livros e uma vez. Fora mais dois já que estavam lá em cima da minha escrivaninha. Mas isso não te impede de me dar sempre mais e mais livros! Uhul!

Como diz o ditado: "eu nunca tenho dinheiro mais sempre terei livros". E como sou do tipo que coleciona livros, sou apaixonada por eles. Quem acertar no presente pra mim? Me dê um livro! Eu vou amar! (ps: meu aniversário é mês que vem, então fica a dica.) 

O livro que estou lendo no momento é sobre jornalismo literário, mais parece um livro comum sobre assassinatos, a diferença é que esse é um história real que aconteceu no estado do Kansas nos Estados Unidos. Estou lendo ele para fazer uma resenha para a faculdade (que também vou postar aqui). Me surpreendi com esse livro, "A sangue frio", de Truman Capote, é muito bom, realmente prende a nossa atenção.

Durante as aulas eu realmente ando lendo com pouca frequência, não consigo ler muitos livros por mês, mais com as férias chegando eu coloco tudo em dia! Agora vou colocar aqui a listinha dos livros que estão na minha prateleira esperando para que eu os leia. Vou colocar na ordem que eu pretendo ler.

-Como ser mulher, de Caitlin Moran.
-O Projeto Rosie, de Graeme Simsion.
-Sal, de Leticia Wierzchowski.
-Morte Súbita, de J.K. Rowling.
-Quem é você, Alaska?, de John Green.
-A garota que eu quero, de Markus Zusak.

E aqui se resumem minhas férias, se eu tiver tempo vou falar desses livros aqui.

Mas, temos também os livros que eu gostaria de ter, de comprar, de ganhar, que caíssem do céu pra mim! São eles:

-De volta aos quinze, de Bruna Vieira.
-Métricas Em Mídias Sociais, de Jim Sterne.-Teorema de Katherine, de John Green.
-Cidades de Papel, de John Green.
-Clarice na Cabeceira, de Clarice Lispector.
-Jornalismo Digital, de Pollyana Ferrari.
-Feliz por nada, de Martha Medeiros.
-Um lugar na janela, de Martha Medeiros.
-O Estrategista em Mídias Sociais, de Christopher Barger,
-Passarinha, de Kathryn Erskine.
-A arte da guerra, de Sun Tzu.
-1889, de Laurentino Gomes.
-Extraordinário, de R.J. Palacio.
-Manual de Marketing em Mídias Sociais, de Darren Barefoot e Julie Szabo.
-Eu sou Malala, de Christina Lamb.

Bom, pra vocês verem, a lista é grande e não tem fim! Poderia ficar aqui pra sempre escrevendo nomes de livros que eu quero!

Então, querido livro, já que hoje é seu dia, queria te fazer um agradecimento especial. Obrigada por existir, por completar meu tempo livre, por estar sempre comigo onde eu estiver, por nunca me deixar sentir sozinha, por me fazer viajar milhares de quilômetros e conhecer milhares de lugares sem sair do lugar. Obrigada pelos amigos, pelos inimigos, pelos amores e paixões, pelas lágrimas e pelas risadas que suas histórias me proporcionaram. Simplesmente, obrigada por existir. Enquanto eu puder ler, eu vou poder ter momentos felizes. Livros: Minha paixão! <3






22 de outubro de 2013

Até onde o consumismo leva você

Somos coisas. Fomos coisificados. Reduzidos a coisas. A sociedade nos criou assim, nossos pais nos criaram assim. As instituições impuseram isso deste que elas existem. E nós aceitamos, embora não admitimos isso de fato. Somos números, gráficos, porcentagens, tabelas, pesquisas e estatísticas. Fomos criados para suar e comprar, nascidos para gerar dinheiro aos outros. Todos nós. Nos matamos todos os dias no trabalho e estudos, tudo isso pra termos dinheiro, para comprar coisas, para deixar os ricos mais ricos, mais aumentar a riqueza das instituições. Para pagar contas, enriquecer os bancários. Para comprar coisas, enriquecer os empresários. Os ricos tem dinheiro para tudo, menos para aumentar o salário do seu funcionário.

Quanto vale seu dia? Sua hora? Sua vida reduzida a tantos míseros reais por hora? Cadê o seu valor? Essa é a nossa sociedade. Onde o de cima sobe, e infelizmente, o de baixo desce. Mais os de cima precisam dos de baixo para subir. E os de baixo, sem saber ou não, ajudam os ricos a cada vez ficarem mais ricos. Você os ajuda quando se vê obrigado a comprar um tênis de tal marca, quando você precisa comprar um celular mais legal. Quando você precisa de um óculos de marca, porque se não, o que vão pensar de você? Quando você é fanático por moda, e necessita estar sempre com as últimas novidades de roupas e acessórios. Fazendo isso, gastando, comprando, você deixa os burgueses mais ricos, e nós, vamos ficando cada vez mais pobres e endividados. E cadê você no meio disso? Qual a sua importância? Aonde está a sua dignidade?

Porque temos que viver nessa sociedade onde o valor da pessoa é o que ela veste? Você faz isso? Julga a pessoa que pelo o que ela tem? A roupa pode te dar um primeira impressão, mais nunca vai te mostrar o valor real de uma pessoa. Porque aquele que só usa marcas mais caras tem que ser tratado especial do que aquele que está com roupas rasgadas? Preste atenção com relação a medida que você está usando para dar valor as pessoas. Você acha que sua vida vale o preço desse seu tênis? Pois sua roupa nunca vai te fazer melhor do que ninguém, só serve para te deixar complexado, pra você se sentir bem ou mal, com a roupa da moda ou não, e ficar triste porque não tem dinheiro pra comprar a nova coleção. Esse consumo não vai te fazer bem, não vai te fazer feliz.

Aquele que vive pelo dinheiro só serve a sua carteira. Comprar, comprar e comprar. Você nunca vai se cansar, nunca estará satisfeito e nunca estará feliz. Minha dica? Já que é pra gastar, gaste menos com a aparência e gaste mais com o que vai te fazer feliz e vai te proporcionar bons momentos. Então, viaje mais. Gaste muito dinheiro com viagens, conheça o mundo, as belezas, as naturezas, as pessoas, os povos, as culturas. Parcele em trocentas vezes, esteja sempre pagando alguma viajem. Viva a vida e curta. É melhor você viver pagando as viagens, que são momentos felizes, do que viver pagando aquela roupa, que quando você terminar de pagar, já está fora de moda.